30 de out de 2008

Resultado do "Caderno das Preferências"

Gente, finalizamos o "Caderno das Preferências" e estamos postando um pouco do trabalho realizado pelos alunos. Podemos dizer que os objetivos foram alcançados, pois os alunos participaram com prazer, desenvolveram muita escrita e muita leitura. As interações foram ponto alto, já que o que os colegas escreveram serviram para ilustrar nossas aulas com muita conversa e reflexões, afinal foram muitas idéias, muitas mensagens, poemas, receitas, enfim valeu demais pela responsabilidade com que trabalharam no caderno, sem rasgar, amassar e respeitando as opiniões dos colegas.
Agora eles querem levar o caderno de novo para ler com mais calma o que foi escrito pelos colegas.



26 de out de 2008

Cecília Meireles

HOJE É DIA DE CECÍLIA



O dia 7 de novembro marca mais um aniversário do nascimento da escritora Cecília Meireles. A Leonor Cordeiro, do blog Na dança das palavras resolveu comemorar esta data distribuindo a poesia de Cecília pela blogosfera com a blogagem coletiva: HOJE É DIA DE CECÍLIA!
Como participar ? Digite o endereço abaixo e lá voce encontrará todas as dicas.


http://leonorcordeiro.blogspot.com

21 de out de 2008

Trabalho com textos

FÁBULAS
Os alunos da 2ª série da professora Claudiane, estão desenvolvendo um trabalho bem interessante com fábulas. A professora selecionou várias fábulas e distribuiu-as aos grupos de alunos. Após o trabalho de leitura silenciosa e leitura oral nos grupos, os alunos realizaram atividades como, ilustração dos textos, reescrita com vocabulário próprio, dentre outras. Num outro momento, cada grupo apresentou o seu texto para os demais, lendo e mostrando os trabalhos realizados. Houve também, momento de reflexões sobre o tipo de texto em estudo e a moral de cada fábula apresentada relacionando à vida cotidiana.

Eis algumas das fábulas trabalhadas:

*O rato do campo e o rato da cidade

*O camundongo e o leão

*A cigarra e a formiga

*A lebre e a tartaruga






14 de out de 2008

Aula na Feira


Toda Sexta-feira, ao lado da nossa escola, é dia de Feira.

Aproveitamos e levamos sempre nossas turmas para uma aula diferente.

A 1ª série da profª Lenira aproveitou o passeio para observar a forma como os
feirantes vendem seus produtos, quais são vendidos à dúzia,os que são vendidos em kilogramas e como não poderia deixar de ser, levaram dinheirinho para as compras.

A mãe de Paulo Henrique fez a lista de compras dos alimentos que estava precisando e deixou que ele mesmo fizesse a Feira, aliás todos estavam com dinheiro para as compras, quem não levou dinheiro se encarregou de ajudar os colegas.

A experiência com essa turminha foi muito interessante, parecia que eles estavam descobrindo um novo mundo. A euforia foi tanta que a professora deverá voltar a realizar a atividade.

A lista de compras de Paulo serviu de base para várias atividades de escrita como, elaboração de história com situações problema, listas de palavras, enfim, há muito conteúdo para se trabalhar após um passeio assim.














Produções

Fotos dos textos que os alunos da 1ª série da profª Lenira produziram. Os textos já foram postados aqui, mas como os alunos acompanham o blog, estamos postando para valorizar ainda mais o trabalho deles.










12 de out de 2008

...HISTÓRIAS DA VANDA...







PÉROLAS NA REDE

Ser professor tem lá suas vantagens. Podemos, por exemplo, assistir a um espetáculo que se descortina todos os dias: a descoberta do poder que as palavras têm. Quando uma criança percebe que escrever vai além de juntar letrinhas, e que um pensamento pode ser materializado na combinação desses símbolos, acontece algo maravilhoso! É como se o lápis fosse uma varinha de condão.


Foi assim com a *Estela, quando escreveu um bilhetinho de amor para o *Rodolfo, expressando seu mais puro sentimento. E quando a *Bruninha descobriu que podia desabafar sua raiva, escrevendo num diário o que sentia quando os coleguinhas a magoavam? A *Sandrinha achou o máximo deixar um recado para a avó no ímã da geladeira, dizendo que ia passar o fim-de-semana na casa dela...


Engraçado mesmo foi ler a receita de remédio que o *Tiago deixou sobre minha mesa quando fiquei resfriada e estava com uma tosse de cachorro!!!
- Tia, pode fazer que dá certo!
- Mas como é que eu faço esse cordão de sabugo de milho?
- É do jeito que está escrito aí: corta um sabugo em três partes, fura com arame no meio e passa a linha, faz um cordão e põe no pescoço.
- E isso funciona mesmo?
- É tiro e queda, professora!


Às vezes aconteciam coisas estranhas. Eu não compreendia, por exemplo, quando os alunos escreviam “Sr. João” ou “Sr.Antônio” quando eu perguntava qual era o nome do nosso “país” (descobri, posteriormente, que eles liam “pais”). Teve também o *Diego, que escreveu “OIRF” e “OXIAB” numa atividade sobre antônimos:
- Mas... dar o antônimo de uma palavra não é escrever o contrário, professora? – Disse inocentemente.


E a *Elizângela, que não se conformava que “rosto” era “face”:
- Tia, você falou que a cara da gente é “rosto” ou “face”, mas é “alface” ...


Nas aulas de Ciências, descobrimos “doenças novas”. O *Juquinha escreveu diareia no lugar de diarréia:
- Doença de areia?!?- A turma gritou.


Risos à parte, aprender nossa língua é uma aventura! É gostoso ver, por exemplo, os alunos produzindo uma poesia sobre seu cachorrinho, ou gatinho, ou peixinho, colocando no papel aquilo que sentem lá dentro, por puro prazer e não apenas porque alguém pediu. Dessa forma, os erros que eles cometem não devem ser encarados como retrocesso, mas como indícios ou pistas que demonstram sua forma de pensar sobre a escrita. E isso, mais do que nunca, tem que servir de substrato para o trabalho do professor.


Depois de uma intensa manhã de trabalho, saí da escola pensando na receita do *Tiago para melhorar minha tosse, quando avistei um belo exemplar de Vira-latas no meio da rua...com um cordão de sabugo de milho no pescoço. Fiquei sabendo, mais tarde, que era uma simpatia pra curar “gogo” ...



*os nomes que aparecem na história são fictícios.

11 de out de 2008

Produção de texto


Mais um texto produzido dando continuidade à postagem anterior.

Os textos são dos alunos da 1ª série da professora Lenira.

COISAS DE DIRCLEY

Coisa gostosa:
Comer hamburguer.

Coisa chata:
Faltar aula.

Coisa boa:
Fazer as tarefas de casa.

Coisa de sempre:
Assistir televisão.


Dircley Küster Lüdke


8 de out de 2008

PRODUÇÃO DE TEXTO



Atividade de Produção de texto que meus alunos realizaram com prazer.


PRIMEIRO ELES LERAM O TEXTO. DEPOIS PRODUZIRAM OUTROS SEMELHANTES.



COISAS DE CACHORRO

Coisa gostosa:
roer osso.

Coisa chata:
tomar banho.

Coisa boa:
virar lata de lixo.


Coisa de sempre:
correr atrás do gato.



Agora pense nos gatos e faça outro texto.

Coisas de gato


Após produzirem seus textos trocando a personagem cachorro pelo gato, cada aluno leu seu texto para a sala, depois foram feitos os comentários. Então pedi que produzissem o mesmo texto, só que agora seria sobre si mesmos.

Olha como a Lorena montou o dela.


Coisas de Lorena

Coisa gostosa:
comer banana.

Coisa chata:
apanhar da mãe.

Coisa boa:
ir para o sítio.

Coisa de sempre:
ir para a escola.

Lorena Duque Pereira


Cada aluno leu seu texto para a classe.
Atividade baseada no livro de alfabetização Porta Aberta, p.177, 2ª edição,2005.