24 de abr de 2009

Sistemas de escrita IV

Quando paramos para ouvir nossos alunos sobre a importância de aprender a ler e escrever temos que nos preparar para todo tipo de resposta. Com a minha turminha, na roda de conversa, o mais interessante foi o comportamento sério que eles adotaram para falar de um assunto tão sério. As respostas variaram entre "pra gente ficar mais inteligente", "pra gente poder ler os livros", pra gente poder trabalhar num bom emprego" e, como se trata de zona rural, Pedrinho, o único menino da sala, bateu na mesma tecla o tempo inteiro, pra ele "a gente precisa saber ler e ecrever pra quando for vender os bois os outros não passar a perna na gente e dá menos dinheiro" e, também " pra gente saber dar e receber troco". Tem sido muito interessante as reflexões tecidas sobre a escrita.

Um pouco mais dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos.




23 de abr de 2009

Sistemas de Escrita III

Brincando de escrever como os povos sumérios

Colocando a mão na massa.



Após assistir ao DVD, ou relatar a história do povo sumério, ampliar a reflexão sobre a construção dos sistemas de escrita. Explicar que podemos dizer que o povo sumério, que viveu na região chamada Mesopotâmia, foi o inventor da escrita. Ao assistir o filme os alunos perceberão que eles não escreviam e liam como nós fazemos hoje. Seus cadernos e livros eram a argila e o lápis usado era uma espécie de estilete feito de galho de uma planta. O povo sumério necessitava da escrita. Eles aprenderam a plantar e, por isso, após a colheita, eles precisavam saber quanto trigo guardaram para ser distribuído entre o povo. O que fazer para não esquecer? Eles ascreviam em argila úmida.



Os alunos experimentaram as dificuldades de registrar a escrita utilizando o estilete e a tabuinha (feita com massa de modelar).

As imagens trabalhadas nesse projeto foram para o mural e nos cadernos dos alunos com os registros de seus significados.



Os próximos passos serão: - inventar símbolos para escrever seus nomes e outras palavras; - Leitura de textos enigmáticos; - Leitura de símbolos que circulam socialmente(escrita pictográfica e ideográfica).




20 de abr de 2009

Selinhos!!! Selinhos!!!


Tão gostoso começar o dia assim... com flores e declarações de amizade! Quem nos ofereceu o mimo foi a querida Cíntia Maciel do blog CÍNTIA & CIA ARTES . Adoramos Cíntia.

Especialmente para Cíntia e todos os amigos que nos visitam:



Regrinhas:
♥ Poste o selo no seu Blog
♥ Deixe um comentário aqui no meu blog
♥ Avise aos amigos que você oferecer o selo
♥ Poste uma mensagem que fale de Amizade
♥ E seja Feliz, muito feliz!!!!!!!!!

Passou por aqui? pegue o selinho da tulipa e poste no seu blog. É a nossa oferta aos amigos.

19 de abr de 2009

Selinho!!!

Acabamos de receber este lindo selinho da Dani Oliveira do blog ALFABETIZAÇÃO DIVERTIDA. Ficamos encantada!
Obrigado Daniela.


"Um livro tem asas longas e leves que levam a gente, longe... longe..." (Pedro Bandeira)

Repassamos o selinho aos seguintes blogs:

-Rocio Rodi - Aprendências da Maria do Rocio. Vale a pena visitar!

-Aprender e Sonhar, da Sandra. Lindo blog.

-Carrosel da Aprendizagem, da Michele. Um blog nota 10.

-Professora Lenilda, da competente Lenilda.

-Cristiane Marino, da Cristiane. Maravilha de blog.

Você tem compromisso com a leitura?

Então, leva este selo com você e siga alguns passos:
* Postar em seu blog;
* Linkar a pessoa que te presenteou;

* Enviar para o maior número de blogs que tiverem compromisso com a Leitura (mas lembrando de deixar aquele recadinho especial);


Projeto de Formação Alfabetização: Teoria e Prática

Em vários momentos, aqui neste blog, fazemos referência ao projeto em questão sem explicarmos exatamente do que se trata. Pois bem, O Projeto Alfabetização: Teoria e Prática é um projeto de formação de professores alfabetizadores que a Secretaria de Educação do nosso Estado - SEDU/ES - em parceria com a Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Educação e Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alfabetização, Leitura e Escrita do Espírito Santo vem oferecendo aos professores desde outubro de 2008. Sob a coordenação das professoras doutoras Cláudia Maria Mendes Contijo e Cleonara Maria Schuartz o projeto tem como público alvo professores/as dos sistemas estaduais e municipais de ensino que atuam nas turmas 1º ano e 1ª e 2ª séries da Educação Básica.

A temática sobre o desenvolvimento da escrita nas crianças e suas implicações para a prática pedagógica nos levou a tecer reflexões e realizar inúmeras atividades. No momento estamos fechando uma sugestão do projeto que é a proposta de uma sequência didádica para quatro aulas onde trabalhamos os sistemas de escrita. Os detalhes estão na postagem anterior.


Algumas imagens que ilustram o trabalho sobre sistemas de escrita.










15 de abr de 2009

Ainda sobre os sistemas de escrita

O trabalho que estamos desenvolvendo objetiva:
-levar os alunos a compreender como os seres humanos construíram o sistema de escrita que usamos atualmente;
-vivenciar experiência que nossos antepassados experimentaram na criação dos sistemas de escrita;
-compreender a necessidade e a função de registro da escrita.
Já citamos aqui a sugestão de leitura do livro da Lia Zatz (Aventura da Escrita: A história do desenho que virou letra) como ponto de partida para levantamento das reflexões com os alunos.
Num outro momento a sugestão é a Roda de Conversa sobre a necessidade de aprender a ler e escrever.
- Por que todas as crianças precisam ir a escola?
- Porque precisamos aprender a ler e escrever?
- Será que os seres humanos sempre leram e escreveram?
São algumas questões que podem ser levantadas na Roda. As respostas são as mais variadas e esperadas, já que as crianças costumam repetir argumentos que elas ouvem, geralmente dos pais e familiares. Ainda assim muitos argumentos são surpreendentes e próprios do universo infantil.



O filme Mesopotâmia: de nômades a agricultores, que nos foi repassado pela professora Rosiane, é um recurso bem interessante para ampliar a discussão. Procurei no yotube, não localizei, mas ficamos sabendo que faz parte de uma série de DVDs que o MEC repassou para as escolas.
Trata-se de uma narrativa sobre as invenções do povo sumério, abordando principalmente a forma criada por eles para desenvolver um sistema de escrita, no caso, a escrita cuneiforme.
Sugestões de atividades:
- Brincando de escrever como os povos sumérios usando tabuinhas de argila ou massinha e estilete; (No filme a criança tem a oportunidade de ver como os sumérios escreviam e como eles manipulavam esses objetos)
- Inventando símbolos para escrever;
- Leitura de textos enigmáticos; - Leitura de símbolos que circulam em nossa sociedade;
-Analisando imagens, entre outras.


Assistimos o DVD na casa de uma aluna que mora próximo a escola.

9 de abr de 2009

O melhor lugar do mundo

Apresento a voces, amigos e amigas blogueiras e não blogueiras, a minha nova realidade de trabalho em 2009.
Uma sala multisseriada numa escola de campo!
Um verdadeiro laboratório de ensino/aprendizagem!
É o melhor lugar do mundo!




Trabalhei nessa escola em 2006/2007 e agora retorno com muita alegria e vontade.
Minha primeira experiência com o trabalho educacional em Escolas do Campo foi em 2006 e, confesso que me apaixonei pelos desafios. Alfabetizar em uma sala regular já é um desafio, com as quatro séries dividindo o mesmo espaço então...



Toda a problemática que envolve o trabalho docente numa sala multisseriada serviu-me como inspiração para desenvolver minha monografia numa especialização em Gestão que fiz em 2007, o tema foi "CLASSES MULTISSERIADAS - UMA CARACTERÍSTICA DA ZONA RURAL: (RE)PENSANDO O CURRÍCULO".





Uma turminha nota 10. Aprendo muito com todos eles.
Trabalho com 1ª, 3ª e 4ª séries.



Lenira